Já ouviu falar em cão terapia? Pois bem, a visita de animais às crianças hospitalizadas, em período de internação, já virou opção obrigatória em alguns centros de tratamento do país.
O Instituto da Criança é um desses exemplos e, semanalmente, recebe os cãezinhos do projeto Cão Terapeuta. Com o apoio de voluntários – que são os próprios donos dos cachorros -, os animais visitam todas as alas do hospital. E a cada visita um novo sorriso é tirado das crianças.

CãoTerapeuta

Cão Terapeuta

“Elas aproveitam muito esse momento do contato. Algumas fazem carinho, outras preferem dar os petiscos, passear ou conversar”, conta Tatiane Ichitani, coordenadora do Cão Terapeuta.

Idealizado em 1998, o projeto era um braço social da Cão Cidadão, que realizava visitas esporádicas em algumas instituições. Em 2010, as visitas passaram a ser regulares e com mais voluntários. Em junho de 2013, tornou-se um Instituto. “É um trabalho árduo, mais muito gratificante. Pensar em levar bem-estar e alegria para os pacientes é muito motivador e faz a equipe e todo o corpo de voluntários batalhar todos os dias para promover saúde e qualidade de vida”, ressalta a coordenadora do projeto.

O Graac também é um dos centros de tratamento referência que recebe a visita de animais. Lá, as crianças fazem a festa com o Joe e seu filho Bruce. Esses encantadores cães da raça Golden Retriever são parte dos projetos Joe, o Amicão e Cãopanheiros, criados pelas irmãs Luci Lafusa e Ângela Borges.

“Nos inspiramos no documentário O Milagre dos Animais. Percebemos que o animal traz um benefício muito grande para as crianças em hospitais. Nos Estados Unidos esse trabalho é muito comum. Então pensamos: por que não criar algo assim no Brasil? Nós já tínhamos o Joe, hoje com dez anos, então demos o primeiro passo”, comentou Luci.

Joe, Amicão

Joe, o Amicão

Elas estavam certas. Por onde passam, eles são parados por todos ao redor. As crianças querem fazer carinho, apertar e, em
meio à moda das selfies, também tirar fotos. E os dois, muito receptivos, pedem mais e mais carinho.

“É muito gratificante estar à frente de um projeto como esse. Acho até mais gratificante que para quem recebe a visita. É muito bom saber que, assim que eles chegam, as crianças se esquecem por alguns momentos dos problemas.”

Todos os cachorros que realizam visitas em centros de tratamento precisam estar de acordo com exigências, como: tomar banho semanalmente, ser escovado diariamente com uma solução especial, escovar os dentes, ter atestado de saúde e de adestramento.

 

Texto por Tatiane Mota / Fotos Carlos Colon