Essa é uma pergunta muito comum aos donos de cachorros. São vários os mitos que envolve a castração e neste post vamos desvendar alguns deles.

1º – Quais os benefícios em castrar meu pet?

A castração em cachorros, sejam machos ou fêmeas, está totalmente ligada à saúde do animal, e não à simples questão reprodutiva. Já é comprovado cientificamente que, ao serem castradas antes do primeiro cio, fêmeas têm praticamente probabilidade zero de desenvolver um câncer de mama, muito comum em cadelinhas não castradas. A cirurgia também ajuda a evitar gravidez psicológica e outros tipos de tumores relacionados ao sistema reprodutivo, além de eliminar a possibilidade de desenvolver a Piometra, uma infecção purulenta no útero que pode, inclusive, causar o óbito do animal. Fêmea e macho 2

Já para os machos, as chances de apresentar um câncer de testículo, por exemplo, também diminuem drasticamente.

2º – Mas meu cachorro vai engordar?

Não! Muitos associam a castração ao sobrepeso, mas não há ligação. É verdade que um animal castrado tem um maior apetite, mas se você mantiver a alimentação dele correta e saudável, e realizar passeios diários, não tem como ganhar peso.

3º – Essa é uma cirurgia complicada?

Também não. Embora exija anestesia geral, o procedimento é bastante rápido e simples. Já no pós-operatório, basta seguir todas as orientações do veterinário para não apresentar complicações.  No mesmo dia da cirurgia o cãozinho volta para casa e em algumas horas estará normal, pronto para uma próxima brincadeira.

4º – É verdade que o macho perde o interesse sexual após ser castrado?

É correto dizer que o desejo sexual diminui, mas eles podem continuar tendo interesse por fêmeas e chegam até a cruzar normalmente, sem que aconteça a fecundação, claro. Também é verdade que a necessidade de demarcação territorial, por meio do xixi, acabará.

5º –  Os cachorros ficam “sem energia” e lerdos?

De maneira alguma. A castração não deixa o animal triste. Afinal, eles não relacionam vida sexual à felicidade. Se você castrou seu pet e está observando um comportamento diferente, procure um veterinário, porque certamente o motivo é outro e precisa ser descoberto.

Se o seu cãozinho ainda não é castrado, converse com seu veterinário sobre essa possibilidade. Lembrando que apenas este profissional pode realizar o procedimento!

Por Tatiane Mota