21 dezembro 2018

Cuidados com o pet nas festas de fim de ano




O final do ano chegou acompanhado do Natal e do Ano Novo! Época de comemorar e se divertir muito com sua família, amigos e também com nossos animais de estimação. E para garantir a melhor diversão tanto para você quanto para ele, é preciso tomar alguns cuidados com o pet durante as festas de fim de ano.

Para te ajudar nessa tarefa, nós separamos algumas dicas e precauções importantes. Vamos a elas?

Cuidados com o pet

  1. DECORAÇÃO

Por seu tamanho e formato, os enfeites natalinos se assemelham a brinquedos e acabam chamando muito a atenção de cães e gatos. Além disso, ainda existem os laços, os galhos da árvore de natal e outros tipos de objetos pontiagudos que podem causar ferimentos na boca do bichinho, ou até complicações ainda mais sérias, caso ele engula o enfeite.

Luzes pisca-pisca também são um problema. Podem causar queimaduras na língua e no focinho dos bichinhos, além de poder gerar choques elétricos e, em casos extremos, causar alterações neurológicas ou de metabolismo. Mantenha os pets bem longe de fios expostos e os enfeites em lugares fora do alcance deles.

  1. ALIMENTAÇÃO

Muito cuidado nas refeições! Um dos principais problemas que acontecem com animais durante as festas de fim de ano é a intoxicação alimentar. Resistir aos pedidos dos pets não é uma tarefa fácil, mas a verdade é que compartilhar restos de comida pode ser muito prejudicial à saúde deles. Chocolates são altamente tóxicos para os cachorros e restos de aves podem causar danos à saúde, até mesmo perfuração de algum órgão interno.

Caso não queira deixar seu pet de fora das comemorações, alguns alimentos próprios podem ser encontrados em pontos de venda específicos. Assim, o risco de ocorrer algum problema alimentar é muito menor.

  1. FOGOS DE ARTIFÍCIO

Infelizmente a queima de fogos de artifício continua sendo uma tradição no Natal e, principalmente, no Ano Novo. Essa época do ano gera muito terror e pânico para os animais de estimação. Isso ocorre porque os cães possuem uma audição avançada e super apurada, tornando o incômodo ainda maior.

Um número alto de acidentes é registrado durante essa época devido à explosão dos fogos. Muito cuidado com janelas abertas e muros acessíveis! Os cães podem tentar saltar para conseguir “fugir do barulho”. Permaneça perto do seu melhor amigo e coloque algodão em seus ouvidos, isso pode ajudar a abafar um pouco o som e tranquilizá-lo.

  1. BEBIDAS ALCOÓLICAS

Ao fazer uma lista de cuidados para as festas de fim de ano, muitos acabam se esquecendo de um grande problema que também acontece com certa frequência: ingestão de bebidas. O álcool age rapidamente no metabolismo dos pets, podendo gerar náuseas, vômitos, crises respiratórias e até coma.

O indicado é tomar cuidado e prestar muita atenção nos copos de bebidas alcoólicas que são derramados no chão ou que são esquecidos em locais que o pet tenha um fácil acesso.

  1. FESTA EM CASA

Caso você seja o anfitrião da festa, a agitação e chegada dos convidados pode causar uma alteração de comportamento de algumas raças de cães e, principalmente, de gatos. Neste caso, optar por um hotel de confiança ou até em deixar os pets em algum cômodo separado pode ser a melhor opção.

  1. VIAGEM

O último item da nossa lista de cuidados com o pet durante as festas de fim de ano são as viagens. Aqui duas situações podem acontecer. A primeira é: caso não seja possível levar o pet junto, tente deixá-lo com alguma pessoa de confiança ou em um hotel para pets. Evite ao máximo deixar o bichinho sozinho em casa.

Mas se houver a possibilidade de levá-lo junto na viagem, o recomendado é o pet ficar por duas horas em jejum antes da viagem, além de que paradas serão necessárias para que ele possa beber água e urinar.

Outra dica importante é identificar o animal com nome e um número para contato, pois a mudança de ambiente, pessoas estranhas e o barulho alto pode levar seu pet a entrar em desespero e fugir.

E aí, gostou das nossas dicas de cuidados com o pet durante as festas de fim de ano? Espero que elas te ajudem a garantir mais conforto para seu cãozinho!

21 dezembro 2018

Pode levar cachorro na praia?




É só começar o verão que recebemos diversas perguntas sobre como podemos aproveitar esse período com o pet. Mas dentre todas as dúvidas, existe uma que sempre prevalece: pode levar cachorro na praia?

Sim, pode! Até existe cachorro que surfa (é só procurar na internet que você vai encontrar algum vídeo ou foto), MAS isso não quer dizer que podemos fazer qualquer coisa com nossos cãezinhos… Devemos tomar cuidado para que ele não se afogue ou se machuque.

Além disso, fique atento às regras! É preciso saber se é o local permite a presença de animais e também a opinião do seu veterinário. Atualmente, muitas cidades litorâneas possuem leis que proíbem a permanência de cachorros nas praias. Mas, mesmo que fosse permitido, veterinários costumam recomendar para não levar os cães à praia.

Sim, pode levar cachorro na praia, mas…

Segundos especialistas, a água salgada pode causar doenças e inflamações nos animais caso eles não sejam devidamente higienizados depois do mergulho.

Em uma matéria recente, o site Saúde, da Abril, ressalta que se o cachorro entrar no mar, a água dentro do conduto auditivo somada à areia e calor será o ambiente ideal para o crescimento de microrganismos como bactérias e fungos, que provocam a otite (inflamação dos ouvidos).

Conjuntivites também podem aparecer devido à abrasividade da areia e a ação dos raios solares em conjunto com a umidade. O resultado: olhos vermelhos, lacrimejantes e muita coceira!

O portal Terra também alerta: levar cães às praias pode causar doenças ao animal e ao dono. Entre os principais problemas decorrentes do passeio dos cães no litoral destaca-se a chamada Dirofilariose.

Popularmente conhecida como verme do coração, a zoonose é transmitida pela picada de mais de 60 espécies de mosquitos encontrados com facilidade no ambiente praiano e se aloja no coração do cãozinho. Alguns dos sintomas que podem ser provocados por ela, são:

  • Tosse
  • Falta de ar
  • Cansaço
  • Inchaço nos membros
  • Barriga inchada
  • Língua arroxeada

Em geral, o tratamento da patologia envolve internação em hospital e cirurgia.

Além do mais, outras doenças também podem ser transmitidas para humanos devido à falta de higiene dos donos no momento da limpeza de sujeiras. As principais doenças causadas são decorrentes, principalmente, das fezes infectadas dos pets que podem transmitir parasitoses intestinais como a Giardíase e a Isosporose (responsáveis por sintomas como dores abdominais, gases, vômitos, diarreia, perda de apetite), além do famoso bicho geográfico, que pode penetrar na pele das pessoas, causando feridas e forte coceira.

 

27 dezembro 2017

Cachorro assustado: como acalmar seu pet durante queima de fogos de artifício




Final de ano é sinônimo de festa e alegria, mas o que é uma grande celebração para nós pode ser um grande pesadelo para os nossos animais de estimação. A queima de fogos de artifício pode deixar o cachorro assustado, até mesmo aqueles mais confiantes, e a última coisa que queremos é ver quem a gente ama sofrendo, né?

Pensando nisso, o Centro de Saúde Animal Jardins separou as melhores dicas dadas por profissionais para amenizar o medo e proteger o seu cão durante as festas de fim de ano. Confira:

  • Para não deixar seu cachorro assustado, é importante acostumá-lo com barulhos altos. Seja da TV, rádio, dentre outros. Dessa forma, ele estará preparado para ocasiões como as festas de fim de ano. De preferência, faça isso enquanto ele ainda for filhote.
  • Quando o cachorro fica assustado é comum que ele tenha o impulso de querer correr para longe. A dica aqui é colocar uma identificação na coleira do seu pet com o nome dele, o seu nome e um número para contato. Assim, caso ele fuja durante uma queima de fogos, sua identificação fica mais fácil.
  • Complementando a dica acima, certifique-se sempre de que não há janelas e portas abertas. Isso evita que ele fuja ou sofra algum acidente.
  • Com receio de que o cão possa vir a destruir algum pertence da casa ou sujá-la, alguns donos tendem a deixá-lo do lado de fora. Isso não é recomendado, pois o cachorro se sentirá desprotegido e ficará ainda mais assustado, aumentando sua sensação de medo. A dica aqui é deixa-lo em um local que ele se sinta à vontade, de preferência com o seu cheiro. Se ele escolher um “esconderijo” por conta própria, deixe-o lá. Provavelmente é onde ele se sentirá mais seguro.
  • Pode parecer estranho à primeira vista, mas, quando os fogos de artifício começarem, não se encolha perto do seu cão, acariciando e protegendo-o! Ele pode entender este comportamento como um recado de que há realmente um perigo com o qual ele deva se preocupar e que ameaça não apenas a ele, mas também toda a sua família. O ideal é agir como se nada estivesse acontecendo e buscar entreter o cão de outras maneiras, com brinquedos ou petiscos.

Cachorro assustado mesmo após fim da queima de fogos

Caso você já tenha percebido que o seu cão tem um medo exagerado e que ele continua assustado mesmo após fim da queima de fogos, você pode ir até o médico veterinário de sua confiança e pedir para que ele receite um ansiolítico.

MAS ATENÇÃO: este método só é recomendado caso você já tenha utilizado o remédio em outras situações! Isso porque alguns ansiolíticos podem causar efeito rebote, ou seja, ao invés de controlar o medo, pode deixá-lo ainda pior.

E não se esqueça: em caso de emergência, conte com o nosso hospital veterinário aberto 24h por dia!

Texto por Patrícia Mota

27 setembro 2017

10 coisas que deixam os cães estressados ou tristes




Quem tem um melhor amigo de quatro patas sabe que essa é uma das coisas mais gratificantes que existe, mas como em qualquer outra relação pode haver alguns mal entendidos. Para evitá-los, é necessário conhecer e entender quais as situações que podem deixar os cães estressados ou tristes.

Leia mais

24 agosto 2017

10 curiosidades sobre os cães




Que todos nós amamos cachorros, não é novidade para ninguém. Também não é  novidade que os cães podem amar verdadeiramente seus tutores. Mas você sabia que cachorros são bichos de estimação há mais de 12 mil anos? Não? Então leia este post e conheça as 10 principais curiosidades do mundo canino!

Leia mais

30 junho 2017

Gatos adestrados




Adestrar um gato parece algo impossível, já que os felinos são conhecidos por sua independência. Mas saiba que é possível sim, e até mesmo bem importante.

Leia mais

27 junho 2017

Estudos confirmam: cérebros humano e canino são semelhantes




É comum ver tutores tratando seus cachorros como filhos, convictos de que eles são capazes de entendê-los. A atitude pode ser muitas vezes considerada exagerada, mas estudos confirmam: os cães sentem e reagem como humanos.

Leia mais

13 junho 2017

Cachorro pode dormir na cama?




A ideia de dividir a cama com o nosso amigo de quatro patas pode ser irresistível para algumas pessoas, ainda mais quando chega o frio e tudo o que queremos é manter nossos pets aquecidos e confortáveis. Mas será que cachorro pode dormir na cama?

Leia mais

6 junho 2017

Como criar um cão em apartamento?




O número de pessoas morando em apartamentos cresceu significativamente nos últimos anos. E aqueles que amam cães, assim como a gente, não abrem mão da companhia de seus animais de estimação.

Leia mais

30 maio 2017

O segredo por trás do olhar de dó do seu cachorro




Sabe aquele olhar de dó irresistível que seu cão faz quando você pega ele no flagra e dá uma bronca, quando ele quer um pedaço do que você está comendo ou quando você está prestes a sair de casa e ele quer que você fique? É de propósito.

Leia mais

23 maio 2017

COMO PREPARAR O CÃO PARA A CHEGADA DO BEBÊ




A descoberta da gravidez é um momento de mudanças para o casal e também para os animais de estimação. Com as atenções voltadas para o novo membro da família, os pets muitas vezes acabam tendo alterações comportamentais, por isso é tão importante preparar o cão para a chegada do bebê.

Leia mais

14 abril 2017

Por que os cães abandonados esperam por seus donos?




Histórias sobre abandonos de animais, infelizmente, não são raras. Diariamente vemos estampadas nos jornais notícias de cachorros que foram largados nas ruas por terem ficado grandes demais, velhinhos demais ou até mesmo doentes demais. Mas também não são incomuns as histórias sobre estes cães que, mesmo abandonados, continuam a esperar por seus donos.

Leia mais

11 abril 2017

Cão uivando: o que leva a este comportamento?




Quando falamos em uivo, a primeira imagem que nos vem a cabeça são os lobos, já que eles são conhecidos por emitir esse som particular. Mas assim como seus ancestrais, os cães também uivam, deixando muitas vezes seus donos preocupados.

Leia mais

6 abril 2017

Gatos nas alturas




Os gatos são animais bem ousados. Eles adoram explorar ambientes, ainda que estes sejam bem altos. Alguns até optam por dormir em janelas, mesmo que estas estejam a mais de 13 metros de altura. Talvez por isso a expressão “gatos têm sete vidas” seja tão utilizada. Mas será que eles têm mesmo?

Leia mais

30 março 2017

Latido em excesso? Entenda os motivos.




Uma das maneiras dos cachorros se comunicarem com o mundo é o latido. Seja para brincar, para mostrar que alguém estranho se aproxima ou até mesmo para demarcar território, os cães latem e emitem diferentes sons e vibrações. Porém, se o animal passa a latir em excesso – em alguns casos o dia inteiro – além de incomodar a vizinhança, é possível que ele esteja passando por algum problema.

Leia mais

28 março 2017

Meu cachorro não quer comer a ração, e agora?




Quem tem cachorro, sabe que garantir que ele tenha uma boa alimentação é essencial para o seu bem-estar. Mas há um problema bastante comum que pode ocorrer até mesmo quando o cão é alimentado com uma ração de ótima qualidade: ele simplesmente se nega a comer.

Leia mais

17 março 2017

Medicamentos humanos proibidos para cachorros!




A automedicação é algo comum entre nós, seres humanos. Na “farmacinha” de casa tem remédios para dores de cabeça e garganta, incômodos intestinais, enjoos, dentre outras. E aí quando percebemos que os cachorros possam estar sentindo algo parecido, recorremos a estes medicamentos.  E isso é completamente errado.

Leia mais

13 março 2017

Banhos de sol – Os cães amam!




Você já deve ter notado que seu cachorro procura pelo sol e passa um bom tempo deitado/sentado onde encontra a claridade. Saiba que estes banhos de sol são tão importantes para os cães, como são para nós, humanos.

Leia mais

1 março 2017

Animais de estimação: heróis na luta contra depressão e ansiedade




Quem tem o prazer de ter um animal de estimação em casa sabe a alegria que eles trazem para o nosso dia a dia. O que muitos ainda desconhecem é que a companhia do seu melhor amigo peludo pode trazer benefícios físicos e mentais inimagináveis que podem até mesmo te ajudar na luta contra depressão e ansiedade.

Leia mais

16 fevereiro 2017

Meu pet está gordinho! E agora?




Cães e gatos são parte das famílias brasileiras – ou da maioria delas. Eles são muito amados e muitas vezes tratados como filhos. Até aí, nenhum problema. Mas quando os pets passam a ser vistos como pessoas e começam a ganhar comidinhas que somente os humanos deveriam ingerir, os problemas surgem.

Leia mais

9 fevereiro 2017

Por que meu cachorro cava?




Você já deve ter notado que seu cachorro cava algumas vezes, seja no jardim, no carpete, na caminha, no sofá…Mas você já se perguntou quais poderiam ser os reais motivos para isso?

Leia mais

8 fevereiro 2017

Guia de como interagir com o seu gato




Algumas pessoas podem ter muitas dúvidas sobre qual o jeito certo de brincar e interagir com gatos, afinal, os felinos são conhecidos por serem animais independentes e de poucos amigos. Mas saiba você que isso não é totalmente verdade, eles também adoram carinho e brincadeiras.

Leia mais

2 fevereiro 2017

Quem é mais inteligente: cachorros ou gatos?




Se você já se fez essa pergunta e não conseguiu encontrar uma resposta, agora é a hora da verdade. É fato que os cachorros respondem a vários comandos dados pelos humanos, como deitar, rolar, buscar a bolinha, e os gatos não.  Mas isso não os torna menos inteligentes.

Leia mais

31 janeiro 2017

Por que os gatos gostam de fazer massagem?




Se você tem um gatinho em casa, é provável que já saiba do que estamos falando. Dentre os muitos comportamentos curiosos que podemos observar nos felinos, um deles é o hábito de fazer massagem.

Leia mais

17 janeiro 2017

Depressão em cães e gatos: como identificar e tratar




A depressão é sem dúvida um dos problemas de natureza psicológica que mais afeta a população ao redor do mundo, mas saiba que este é um mal que não afeta somente os humanos. Os animais, principalmente cães e gatos, também podem desenvolver a doença.

Leia mais

4 janeiro 2017

Como lidar com um pet ciumento?




O ciúmes é um sentimento muito conhecido por nós humanos e já sabemos como é difícil de lidar, o que fazer então quando nos deparamos com um pet ciumento?

Leia mais

29 dezembro 2016

Cachorros e queima de fogos




Para festejar o final de um campeonato de futebol ou a chegada de um novo ano, em vários países é parte da cultura que rojões e até mesmo bombas sejam estourados. Diferentes cores fazem um visual lindo, mas o barulho pode ser muito assustador para alguns cachorros e gerar muita preocupação aos donos também.

Leia mais

24 dezembro 2016

Pets no cio




Se você tem uma gatinha ou uma cachorrinha, uma coisa é certa – caso não a castre, ela entrará no cio. E este é um período que exige atenção e cuidado.

Leia mais

19 dezembro 2016

Gatos também mordem!




Conhecidos por serem donos de si, ouvimos muito que arranhar é uma das ações mais nos gatos. Mas, além disso, eles podem morder – seja por brincadeira ou até mesmo de maneira agressiva.

Leia mais

1 dezembro 2016

Gatos têm medo de água?




Em filmes, desenhos e até mesmo em vídeos da internet não são raras as cenas de gatos fugindo da água. Eles realmente parecem ficar com muito medo e tentam sair correndo daquela situação o mais rápido possível. Mas isso tem explicação.

Leia mais