20 março 2020

Dicas para a quarentena: como manter a rotina do pet




A principal recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter a pandemia do novo coronavírus é o isolamento a fim de evitar aglomerações. Com isso, muitos pets – assim como seus tutores – precisam de uma nova rotina. Confira as dicas para a quarenta e passe por esse período da forma mais tranquila possível.

Leia mais

5 setembro 2019

Setembro Amarelo: o que os pets têm a ver com isso?




Com toda certeza você já viu por aí textos e imagens sobre o Setembro Amarelo. Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre o assunto e mostrar como os pets ajudam na prevenção do suicídio, além de auxiliarem em outros casos.

Leia mais

21 dezembro 2018

Cuidados com o pet nas festas de fim de ano




O final do ano chegou acompanhado do Natal e do Ano Novo! Época de comemorar e se divertir muito com sua família, amigos e também com nossos animais de estimação. E para garantir a melhor diversão tanto para você quanto para ele, é preciso tomar alguns cuidados com o pet durante as festas de fim de ano.

Para te ajudar nessa tarefa, nós separamos algumas dicas e precauções importantes. Vamos a elas?

Cuidados com o pet

  1. DECORAÇÃO

Por seu tamanho e formato, os enfeites natalinos se assemelham a brinquedos e acabam chamando muito a atenção de cães e gatos. Além disso, ainda existem os laços, os galhos da árvore de natal e outros tipos de objetos pontiagudos que podem causar ferimentos na boca do bichinho, ou até complicações ainda mais sérias, caso ele engula o enfeite.

Luzes pisca-pisca também são um problema. Podem causar queimaduras na língua e no focinho dos bichinhos, além de poder gerar choques elétricos e, em casos extremos, causar alterações neurológicas ou de metabolismo. Mantenha os pets bem longe de fios expostos e os enfeites em lugares fora do alcance deles.

  1. ALIMENTAÇÃO

Muito cuidado nas refeições! Um dos principais problemas que acontecem com animais durante as festas de fim de ano é a intoxicação alimentar. Resistir aos pedidos dos pets não é uma tarefa fácil, mas a verdade é que compartilhar restos de comida pode ser muito prejudicial à saúde deles. Chocolates são altamente tóxicos para os cachorros e restos de aves podem causar danos à saúde, até mesmo perfuração de algum órgão interno.

Caso não queira deixar seu pet de fora das comemorações, alguns alimentos próprios podem ser encontrados em pontos de venda específicos. Assim, o risco de ocorrer algum problema alimentar é muito menor.

  1. FOGOS DE ARTIFÍCIO

Infelizmente a queima de fogos de artifício continua sendo uma tradição no Natal e, principalmente, no Ano Novo. Essa época do ano gera muito terror e pânico para os animais de estimação. Isso ocorre porque os cães possuem uma audição avançada e super apurada, tornando o incômodo ainda maior.

Um número alto de acidentes é registrado durante essa época devido à explosão dos fogos. Muito cuidado com janelas abertas e muros acessíveis! Os cães podem tentar saltar para conseguir “fugir do barulho”. Permaneça perto do seu melhor amigo e coloque algodão em seus ouvidos, isso pode ajudar a abafar um pouco o som e tranquilizá-lo.

  1. BEBIDAS ALCOÓLICAS

Ao fazer uma lista de cuidados para as festas de fim de ano, muitos acabam se esquecendo de um grande problema que também acontece com certa frequência: ingestão de bebidas. O álcool age rapidamente no metabolismo dos pets, podendo gerar náuseas, vômitos, crises respiratórias e até coma.

O indicado é tomar cuidado e prestar muita atenção nos copos de bebidas alcoólicas que são derramados no chão ou que são esquecidos em locais que o pet tenha um fácil acesso.

  1. FESTA EM CASA

Caso você seja o anfitrião da festa, a agitação e chegada dos convidados pode causar uma alteração de comportamento de algumas raças de cães e, principalmente, de gatos. Neste caso, optar por um hotel de confiança ou até em deixar os pets em algum cômodo separado pode ser a melhor opção.

  1. VIAGEM

O último item da nossa lista de cuidados com o pet durante as festas de fim de ano são as viagens. Aqui duas situações podem acontecer. A primeira é: caso não seja possível levar o pet junto, tente deixá-lo com alguma pessoa de confiança ou em um hotel para pets. Evite ao máximo deixar o bichinho sozinho em casa.

Mas se houver a possibilidade de levá-lo junto na viagem, o recomendado é o pet ficar por duas horas em jejum antes da viagem, além de que paradas serão necessárias para que ele possa beber água e urinar.

Outra dica importante é identificar o animal com nome e um número para contato, pois a mudança de ambiente, pessoas estranhas e o barulho alto pode levar seu pet a entrar em desespero e fugir.

E aí, gostou das nossas dicas de cuidados com o pet durante as festas de fim de ano? Espero que elas te ajudem a garantir mais conforto para seu cãozinho!

11 dezembro 2018

Cachorro sem apetite no verão: normal ou preocupante?




Apesar de ser a estação preferida de muita gente, o verão também possui suas desvantagens. As altas temperaturas fazem com que os animais comam menos – não são todos, mas é comum que a ingestão de alimento seja reduzida consideravelmente –, isso acontece também com humanos.

Leia mais

23 novembro 2018

Animais em condomínio: devo me preocupar com o elevador?




Cada vez mais cães e gatos são considerados membros da família, sendo parte importante de um lar. Em casa, essa convivência é simples e tranquila. Diferente de quem vive em apartamento. Afinal, quem nunca presenciou ou ouviu falar de casos envolvendo animais em condomínio?

Leia mais

21 setembro 2018

Tranquilidade na estrada: orientações para viagem de carro com pet




Na hora de viajar, o seu bichinho é o primeiro a entrar no carro? Ou então, você tem vontade de levar o seu melhor amigo para todos os cantos? Independente do caso e da experiência do pet com a atividade, transportar animais no carro exige alguns cuidados em prol da segurança e do bem-estar de todos.

Leia mais

28 agosto 2018

Viagem internacional com animais: cuidados no avião e em outro território




Planejamento é a palavra-chave a partir do momento em que fechamos uma viagem internacional e para tutores de pets, a dúvida é sempre a mesma: onde deixar o meu bichinho durante este período?

Leia mais

26 julho 2018

Os animais durante o eclipse lunar: 8 bichinhos que não tem dias normais




O eclipse lunar é um fenômeno que ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua ficam alinhados. Dessa forma, o satélite fica na sombra formada pelo planeta e se torna completamente escuro por alguns minutos – é possível também que adquira cor avermelhada, recebendo o nome de “Lua de Sangue”.

Leia mais

18 julho 2018

Descubra se a acupuntura veterinária serve para o seu pet




Há milênios a acupuntura existe e é utilizada em humanos. Recentemente a técnica passou a ser aplicada também em animais, a chamada a acupuntura veterinária.

Leia mais

11 julho 2018

Filhote de cachorro em casa: 5 dicas para você se preparar




Um novo pet está chegando e a empolgação já tomou conta da família? Antes de receber um filhote de cachorro em casa, é necessário ter alguns cuidados básicos com o ambiente – recomendação que vem dos próprios veterinários.

Leia mais

27 junho 2018

Devemos passear com o gato?




Não é tão comum como acontece com cães, mas de vez em quando vemos alguém passeando com um gato na rua, de coleira e guia. O hábito pode ser saudável para o bichano, ainda mais se ele é preguiçoso ou dorminhoco.

Leia mais

20 junho 2018

Descubra o brinquedo ideal para o pet




Brincadeira é coisa séria e necessária. Assim como acontece com as crianças, o brinquedo ideal para o pet pode evitar o tédio e até mesmo a depressão – características que podem fazer com que ele desenvolva latidos ou choro em excesso e destrua coisas da casa com a finalidade de chamar atenção.

Leia mais

13 junho 2018

Você e o seu pet estão preparados para a Copa?




Um dos maiores eventos esportivos do mundo está rolando e nós já conseguimos imaginar o que nos espera: muito verde e amarelo pelas ruas, reuniões para assistir aos jogos e instrumentos para caprichar nas comemorações – mas você e seu pet também estão na torcida?

Leia mais

9 abril 2018

Amizade Animal: benefícios de ter um bichinho de estimação




Há milhares de anos os pets são considerados os melhores amigos do homem. Por isso, no mês que abriga o Dia do Amigo – 18 de abril – o Centro de Saúde Animal Jardins resolveu listar os benefícios de ter um bichinho de estimação e, além disso, preparou uma série de vantagens para você e seu bff (best friend forever/melhor amigo para sempre) comemorarem essa Amizade Animal!

Leia mais

9 fevereiro 2018

Dicas para você curtir o carnaval com o seu pet




O carnaval de rua conquistou o coração de muita gente, entre marchinhas, purpurina e serpentina, os blocos são as atrações mais desejadas pelos foliões.

Leia mais

27 dezembro 2017

Cachorro assustado: como acalmar seu pet durante queima de fogos de artifício




Final de ano é sinônimo de festa e alegria, mas o que é uma grande celebração para nós pode ser um grande pesadelo para os nossos animais de estimação. A queima de fogos de artifício pode deixar o cachorro assustado, até mesmo aqueles mais confiantes, e a última coisa que queremos é ver quem a gente ama sofrendo, né?

Pensando nisso, o Centro de Saúde Animal Jardins separou as melhores dicas dadas por profissionais para amenizar o medo e proteger o seu cão durante as festas de fim de ano. Confira:

  • Para não deixar seu cachorro assustado, é importante acostumá-lo com barulhos altos. Seja da TV, rádio, dentre outros. Dessa forma, ele estará preparado para ocasiões como as festas de fim de ano. De preferência, faça isso enquanto ele ainda for filhote.
  • Quando o cachorro fica assustado é comum que ele tenha o impulso de querer correr para longe. A dica aqui é colocar uma identificação na coleira do seu pet com o nome dele, o seu nome e um número para contato. Assim, caso ele fuja durante uma queima de fogos, sua identificação fica mais fácil.
  • Complementando a dica acima, certifique-se sempre de que não há janelas e portas abertas. Isso evita que ele fuja ou sofra algum acidente.
  • Com receio de que o cão possa vir a destruir algum pertence da casa ou sujá-la, alguns donos tendem a deixá-lo do lado de fora. Isso não é recomendado, pois o cachorro se sentirá desprotegido e ficará ainda mais assustado, aumentando sua sensação de medo. A dica aqui é deixa-lo em um local que ele se sinta à vontade, de preferência com o seu cheiro. Se ele escolher um “esconderijo” por conta própria, deixe-o lá. Provavelmente é onde ele se sentirá mais seguro.
  • Pode parecer estranho à primeira vista, mas, quando os fogos de artifício começarem, não se encolha perto do seu cão, acariciando e protegendo-o! Ele pode entender este comportamento como um recado de que há realmente um perigo com o qual ele deva se preocupar e que ameaça não apenas a ele, mas também toda a sua família. O ideal é agir como se nada estivesse acontecendo e buscar entreter o cão de outras maneiras, com brinquedos ou petiscos.

Cachorro assustado mesmo após fim da queima de fogos

Caso você já tenha percebido que o seu cão tem um medo exagerado e que ele continua assustado mesmo após fim da queima de fogos, você pode ir até o médico veterinário de sua confiança e pedir para que ele receite um ansiolítico.

MAS ATENÇÃO: este método só é recomendado caso você já tenha utilizado o remédio em outras situações! Isso porque alguns ansiolíticos podem causar efeito rebote, ou seja, ao invés de controlar o medo, pode deixá-lo ainda pior.

E não se esqueça: em caso de emergência, conte com o nosso hospital veterinário aberto 24h por dia!

Texto por Patrícia Mota

27 setembro 2017

10 coisas que deixam os cães estressados ou tristes




Quem tem um melhor amigo de quatro patas sabe que essa é uma das coisas mais gratificantes que existe, mas como em qualquer outra relação pode haver alguns mal entendidos. Para evitá-los, é necessário conhecer e entender quais as situações que podem deixar os cães estressados ou tristes.

Leia mais

24 agosto 2017

10 curiosidades sobre os cães




Que todos nós amamos cachorros, não é novidade para ninguém. Também não é  novidade que os cães podem amar verdadeiramente seus tutores. Mas você sabia que cachorros são bichos de estimação há mais de 12 mil anos? Não? Então leia este post e conheça as 10 principais curiosidades do mundo canino!

Leia mais

30 junho 2017

Gatos adestrados




Adestrar um gato parece algo impossível, já que os felinos são conhecidos por sua independência. Mas saiba que é possível sim, e até mesmo bem importante.

Leia mais

27 junho 2017

Estudos confirmam: cérebros humano e canino são semelhantes




É comum ver tutores tratando seus cachorros como filhos, convictos de que eles são capazes de entendê-los. A atitude pode ser muitas vezes considerada exagerada, mas estudos confirmam: os cães sentem e reagem como humanos.

Leia mais

13 junho 2017

Cachorro pode dormir na cama?




A ideia de dividir a cama com o nosso amigo de quatro patas pode ser irresistível para algumas pessoas, ainda mais quando chega o frio e tudo o que queremos é manter nossos pets aquecidos e confortáveis. Mas será que cachorro pode dormir na cama?

Leia mais

6 junho 2017

Como criar um cão em apartamento?




O número de pessoas morando em apartamentos cresceu significativamente nos últimos anos. E aqueles que amam cães, assim como a gente, não abrem mão da companhia de seus animais de estimação.

Leia mais

30 maio 2017

O segredo por trás do olhar de dó do seu cachorro




Sabe aquele olhar de dó irresistível que seu cão faz quando você pega ele no flagra e dá uma bronca, quando ele quer um pedaço do que você está comendo ou quando você está prestes a sair de casa e ele quer que você fique? É de propósito.

Leia mais

23 maio 2017

COMO PREPARAR O CÃO PARA A CHEGADA DO BEBÊ




A descoberta da gravidez é um momento de mudanças para o casal e também para os animais de estimação. Com as atenções voltadas para o novo membro da família, os pets muitas vezes acabam tendo alterações comportamentais, por isso é tão importante preparar o cão para a chegada do bebê.

Leia mais

14 abril 2017

Por que os cães abandonados esperam por seus donos?




Histórias sobre abandonos de animais, infelizmente, não são raras. Diariamente vemos estampadas nos jornais notícias de cachorros que foram largados nas ruas por terem ficado grandes demais, velhinhos demais ou até mesmo doentes demais. Mas também não são incomuns as histórias sobre estes cães que, mesmo abandonados, continuam a esperar por seus donos.

Leia mais

11 abril 2017

Cão uivando: o que leva a este comportamento?




Quando falamos em uivo, a primeira imagem que nos vem a cabeça são os lobos, já que eles são conhecidos por emitir esse som particular. Mas assim como seus ancestrais, os cães também uivam, deixando muitas vezes seus donos preocupados.

Leia mais

6 abril 2017

Gatos nas alturas




Os gatos são animais bem ousados. Eles adoram explorar ambientes, ainda que estes sejam bem altos. Alguns até optam por dormir em janelas, mesmo que estas estejam a mais de 13 metros de altura. Talvez por isso a expressão “gatos têm sete vidas” seja tão utilizada. Mas será que eles têm mesmo?

Leia mais

30 março 2017

Latido em excesso? Entenda os motivos.




Uma das maneiras dos cachorros se comunicarem com o mundo é o latido. Seja para brincar, para mostrar que alguém estranho se aproxima ou até mesmo para demarcar território, os cães latem e emitem diferentes sons e vibrações. Porém, se o animal passa a latir em excesso – em alguns casos o dia inteiro – além de incomodar a vizinhança, é possível que ele esteja passando por algum problema.

Leia mais

28 março 2017

Meu cachorro não quer comer a ração, e agora?




Quem tem cachorro, sabe que garantir que ele tenha uma boa alimentação é essencial para o seu bem-estar. Mas há um problema bastante comum que pode ocorrer até mesmo quando o cão é alimentado com uma ração de ótima qualidade: ele simplesmente se nega a comer.

Leia mais

17 março 2017

Medicamentos humanos proibidos para cachorros!




A automedicação é algo comum entre nós, seres humanos. Na “farmacinha” de casa tem remédios para dores de cabeça e garganta, incômodos intestinais, enjoos, dentre outras. E aí quando percebemos que os cachorros possam estar sentindo algo parecido, recorremos a estes medicamentos.  E isso é completamente errado.

Leia mais