O número de pessoas morando em apartamentos cresceu significativamente nos últimos anos. E aqueles que amam cães, assim como a gente, não abrem mão da companhia de seus animais de estimação.

Porém, antes de levar um cão para morar em apartamento, existem alguns pontos que devemos levar em consideração para que ele não sofra com ansiedade ou estresse.

Tamanho ideal

Os cães mais indicados para quem mora em apartamento são os de porte pequeno ou médio. Devido ao tamanho reduzido, esses cães precisam de menos espaço para se movimentar e, consequentemente, se adaptam melhor em locais menores.

Mas esta não é uma regra, você pode sim ter um cão grande e feliz morando em um apartamento. Basta ter tempo e disposição para gastar a energia do seu dog de outras maneiras durante o dia.

Passeios diários

Mesmo que o cão tenha livre acesso ao apartamento todo, ele precisa passear e se exercitar. Leve-o para caminhar diariamente por cerca de 30 a 40 minutos.

A hora de passear com o cachorro é muito importante para que ele seja mais tranquilo e feliz, principalmente se for de porte grande. Se você é uma pessoa sem muito tempo disponível, conte com a ajuda dos dog walkers (profissionais especializados em passear com cachorros).

Brinquedos e atenção

Se o seu cão tem muita energia para brincar e você quer evitar que ele destrua o sofá ou o controle remoto, a opção é distraí-lo com muitos brinquedos. Isso irá evitar o tédio e problemas de comportamento, mas não é suficiente.

É importante ter em mente que cães são animais sociáveis e que vivem em matilha. Ficar sozinho por longos períodos pode causar ansiedade e até mesmo depressão nestes animais. Portanto, tire um tempo para brincar, interagir e ficar com seu cãozinho.

Vizinhos

Por mais que às vezes seja da nossa vontade, não podemos ignorar nossos vizinhos. A boa convivência é importante e por isso, se o seu cão tem problemas de comportamento, como por exemplo latir muito, é necessário buscar medidas para corrigir o latido compulsivo.

Em muitos casos, eles estão apenas estressados porque seus donos não seguiram as dicas acima, mas em outros pode ser necessário um profissional especializado em comportamento e psicologia canina.

Segurança

Os cuidados com a segurança do cachorro devem ser redobrados em apartamentos. Você deve colocar vidros, grades ou redes de proteção nas janelas e sacadas, ou então pensar em outro artifício que mantenha seu cão longe desses locais para evitar acidentes. Guarde também objetos que possam ser nocivos, como por exemplo produtos de limpeza, em um local que ele não tenha acesso.

Atenção à limpeza

Manter a higiene do ambiente é obrigatório para quem tem pet, independente de morar em casa ou apartamento. Mas quanto menor o espaço, maior a frequência em que você deverá fazer uma limpeza geral, evitando assim odores desagradáveis, contaminação e, dependendo da raça, o excesso de pelos. Faça também higienização diária do local onde seu cão costuma dormir, comer e beber. Ele agradece.

 

Texto por Patrícia Mota