Quando chega o calor, os donos de gatos já se preocupam com o que fazer para amenizar o desconforto que a alta temperatura pode causar nos bichanos. Há várias medidas que podem ser tomadas para ajudar o seu pet a se refrescar mesmo nos dias mais quentes.

Confira:

Fornecer um ambiente agradável

1

Gatos que ficam apenas em casa tendem a sofrer mais com o calor, portanto garanta que a temperatura dentro de casa esteja sempre amena.

Caso você tenha ar-condicionado, é uma boa pedida deixá-lo ligado tempo suficiente para refrescar o cômodo em que o gato mais fica. Uma outra opção – e mais econômica – é deixar o ventilador ligado e as janelas abertas (sempre com redes de proteção), isso aumentará a circulação de ar na casa, deixando o ambiente muito mais agradável para todos.

Se o seu gato gosta de ficar ao ar livre, garanta que ele tenha fácil acesso à sombra para que possa se proteger quando o sol estiver muito quente.

Água fresca à vontade

2

Nos dias mais quentes, é essencial que o gato tenha sempre água limpa e fresca disponível para manter-se hidratado.

Os bebedouros tipo fonte podem ser uma excelente ideia, visto que eles possuem mecanismos que garantem com que a água fique fresca por mais tempo e, além disso, muitos felinos têm preferência por beber água corrente.

Você também pode optar por espalhar vasilhas de água pela casa. Experimente ainda colocar cubos de gelo na água. Além de manter a temperatura, alguns gatos podem gostar de brincar com o gelo e isso fará com que bebam mais água.

Não exagere nas atividades

5

Brincadeiras são sempre muito bem-vindas, mas assim como evitamos fazer exercícios físicos muito pesados embaixo do sol quente, devemos evitar as brincadeiras muito energéticas com os gatos quando tiver muito calor. A atividade exagerada acelera o metabolismo, o que pode causar hiperventilação e falta de ar.

Leve-o para tosar quando necessário

4

A tosa em gatos deve ser sempre realizada por motivos de bem-estar ou de saúde. Gatos de pelo curto não precisam de tosa e tosar somente por estética não é recomendado.

Gatos de pelos longos, como os persas, costumam sofrer mais com o calor e são os mais beneficiados pela tosa. Caso seja necessário, leve-o para tosar com um profissional, pois só ele saberá como realizar a tosa da maneira correta.

Fique atento ao comportamento do seu gato

6

O aumento da temperatura além dos limites fisiológicos pode ocasionar graves alterações cardiovasculares e neuromusculares. Se não for tratada a tempo, pode levar o animal até mesmo a óbito.

A melhor maneira de identificar uma insolação, tecnicamente conhecida como hipertermia, é através dos sintomas. O gato pode ficar muito prostrado e largado, respirando de boca aberta. O ideal é, na presença desses sinais, tentar refrescar ao máximo o ambiente e oferecer água fresca. Se não houver melhora, procure imediatamente um hospital veterinário.