Gatos são conhecidos como animais de estimação muito limpos e que dão pouco trabalho quando o assunto é higiene, principalmente por seu instinto de fazer suas necessidades apenas no local designado. Apesar de essa ser uma tendência natural, alguns gatos podem apresentar dificuldades em usar a famosa caixa de areia e nesse caso é necessária uma certa persistência do dono para ensiná-lo.

1 – Escolhendo a caixa de areia ideal

Na hora de comprar uma caixa de areia para o seu gato, tenha em mente que ele provavelmente deverá usar a mesma caixa durante a sua fase adulta, afinal de contas, não é uma boa trocar de caixa depois que ele já está adaptado, exceto em casos de avarias. Sendo assim, compre uma caixa de areia com um tamanho adequado para o seu gato caber e ficar cômodo mesmo depois de grande.

As paredes da caixa também devem ser suficientemente altas para garantir que a areia não vá para fora quando o gato remexê-la.

Enquanto ele ainda é filhote, ou se for um gato de raça pequena, certifique-se de que a caixa escolhida permite que ele entre e saia sem dificuldades.

2 – Tipos de areia

É muito comum encontrar em pet shops areias aromatizadas que têm o objetivo de evitar o mau-cheiro, porém o perfume pode confundir o gato na hora de identificar a localização e a função da caixa de areia.

Escolha uma areia sem odor e que absorva o líquido de forma eficiente, dessa forma o mau-cheiro pode ser evitado sem causar estranheza ao gato.

3 – Localização estratégica

Da mesma forma que você não aceita bem a ideia de ter um banheiro próximo da onde você faz suas refeições, o seu gatinho também não.

Mantenha os recipientes de água e comida afastados da caixa de areia, caso contrário ele poderá deixar de usá-la e escolher outro lugar para fazer suas necessidades.

A caixa de areia também deve ser situada em um lugar calmo, onde o gato possa ter uma certa privacidade, sem correr o risco de se assustar com barulhos ou movimentos bruscos.

Lembre-se que uma vez escolhida a localização da caixa, ela deve ser definitiva, caso contrário seu gatinho poderá ficar confuso.

4 – Estimule e ensine, sem repreender

Se você notar que seu gato está prestes a fazer suas necessidades em um local inadequado, repreender com gritos não é uma opção. Com calma e firmeza, leve-o no mesmo momento para a caixa de areia, de forma que ele associe o acontecido com o local certo em que ele deveria estar.

No caso do “nº 2”, você ainda pode com a ajuda de uma luva levar as fezes até a caixa de areia, para que ele possa estabelecer uma relação entre o cheiro e a caixa.

5 – Limpeza é obrigatória

A higiene diária da caixa de areia é necessária tanto para nós, quanto para o gato. Devemos retirar as fezes todos os dias e mudar a areia pelo menos uma vez por semana. No entanto, nos primeiros dias do seu gatinho em casa você pode ser menos rigoroso, de forma que ele possa reconhecer o cheiro e estabelecer uma relação como dito anteriormente.

 

Texto por Patrícia Mota