Vamos combinar que não existe nada mais meigo e fofo que um pet filhotinho né? Dá vontade de apertar! Se você está pensando em adotar ou até mesmo comprar um cachorrinho ainda bebê, saiba que alguns cuidados serão importantes.

1 – Antes de qualquer coisa, você já deve deixar preparado o ambiente para a chegada do novo morador. Veja qual a alimentação que ele está acostumado, compre caminhas bem macias e quentinhas e brinquedinhos. filhotinho

2 – Quanto mais novinho for o cachorro, maiores são os medos que ele pode apresentar em um novo ambiente. Por isso é preciso ter muita calma e cautela já na locomoção do animal. Assim que chegar em casa, deixe ele fazer o reconhecimento do local à vontade.

3 – O momento do xixi e cocô é um dos mais complicados, pois os filhotinhos costumam ver todos os cômodos como “banheiro”. Mas é nesta idade que eles devem aprender o local certo de fazer as necessidades, e você é quem mostrará isso para ele. Se for preciso, compre produtos específicos que ajudam, por meio do olfato, o animal a entender qual o lugar certo.

4 – Os dentinhos, que estão super afiados, podem fazer estragos na casa (e em você também!). Muitos cães são desmamados muito cedo, e por isso sentem a necessidade de morder tudo o que veem pela frente. Mantenha o cachorrinho longe de fios ondem correm energia, e fique de olho em tudo o que ele pode destruir, como roupas, armários, sofás. Não deixe ele te morder o tempo todo! Dê os brinquedinhos, que servem exatamente para isso.

5 – A alimentação também é fundamental. Se pensar em trocar a ração, faça isso aos poucos, para que o animal não tenha mal-estar. Lembre-se de comprar rações especiais para filhotes! Elas são mais molinhas e fáceis de consumir, além de ter os nutrientes ideais para o bom desenvolvimento do animal.

6 – Durante a noite, ele pode chorar bastante, por se sentir sozinho. Mas não corra para confortá-lo. Ao invés disso, dê a ele atenção por bom comportamento, como quando ele descansa tranquilamente.

7 – Antes de passeios e contatos com outros animais, será preciso tomar algumas vacinas. Feito isso, o filhotinho estará apto para socializar.

8 – E claro, não esqueça de conversar sempre com o veterinário sobre o comportamento e saúde do seu mais novo melhor amigo.

Por Tatiane Mota