Ao longo da vida, principalmente com o passar dos anos, é provável que os pets desenvolvam algum problema de saúde. Para garantir a melhora do bichinho e o aumento da qualidade de vida, os tutores se dispõe a experimentar tratamentos além do acompanhamento médico e pode se dizer que o mais comum entre eles é a fisioterapia para cachorros.

O que é fisioterapia? 

Fisioterapia é a ciência que estuda o movimento e utiliza recursos físicos na prevenção, tratamento e cura do paciente.

Resumidamente, nas palavras da Dra. Marina Tenri Lamas, uma das responsáveis pelo setor no Centro de Saúde Animal Jardins, a prática utiliza do próprio corpo para melhorar a saúde, principalmente quando falamos em fisioterapia para cachorros.

 

Quem deve procurar pela fisioterapia para cachorros? 

“A fisioterapia aplicada à medicina veterinária é indicada em todas as enfermidades ortopédicas e neurológicas, bem como no controle da obesidade e manutenção do condicionamento físico”, afirma Dra. Debora de Oliveira Venturini, também líder do setor de fisioterapia do CSA Jardins. “O tratamento tem como objetivo prevenir doenças, auxiliar no pós-operatório, promover o alívio da dor, corrigir problemas posturais, promover/manter o condicionamento físico, manter o acompanhamento de animais obesos ou idosos, proporcionar qualidade de vida e bem-estar”, completa.

Confira mais detalhes sobre quais situações a fisioterapia para cachorros é indicada:

  • Ortopedia – fraturas, doenças degenerativas, luxação, desvio de postura, displasias, ruptura de ligamento, entre outros.
  • Neurologia – AVC, hérnia de disco, discopatia, problemas de coluna em geral, crânio encefálico, entre outros.
  • Clínico – hiperadrenocorticismo, obesidade, hipotireoidismo, geriatria, oncologia e internação.

Em nosso Hospital 24H, os casos mais comuns são de auxílio no pós-operatório, alívio da dor e sobrepeso.

Situações em que a fisioterapia para cachorros não é indicada:

  • Doença infecciosa.
  • Animais cardiopatas, hipertensos e diabéticos que estejam com os níveis desregulados.
  • Animais com disfunção respiratória grave.

 

O tema te interessou? 

Ligue para (11) 2501-7001 para saber mais ou marcar uma avaliação. Acupuntura é outro tratamento alternativo que o Centro de Saúde Animal Jardins disponibiliza, clique aqui e confira.

 

Como funciona as sessões? 

Geralmente, a sessão de fisioterapia em cachorros dura uma hora e é indicado que seja administrada duas vezes por semana, tudo depende da enfermidade, condição do paciente e evolução do quadro.

Durante o tratamento, o animal poderá fazer exercícios no solo com a ajuda de bolas, tábuas, pranchas, obstáculos e até mesmo na água. Outra opção é a utilização de aparelhos, como o laser.

Não é possível dizer com precisão um número mínimo de sessões para a observação de um resultado positivo. Um paciente idoso, por exemplo, acaba realizando a fisioterapia pelo resto da vida, assim como em casos de patologias crônicas. No entanto, é comum que a reabilitação seja conquistada após seis meses.

Fonte: Pet Cidade