Se você tem um gatinho em casa, é provável que já saiba do que estamos falando. Dentre os muitos comportamentos curiosos que podemos observar nos felinos, um deles é o hábito de fazer massagem.

Eles normalmente a fazem sob alguma superfície macia, como um cobertor, outro gato ou até mesmo o corpo do seu dono. Alguns mantém as unhas retraídas, enquanto outros colocam as suas garrinhas para fora. Mas afinal de contas, qual o motivo por trás da tal “massagem”?

gif2

Segundo alguns especialistas em comportamento animal, o ato de massagear começa quando o gato ainda é recém-nascido. Durante essa fase, ele massageia os mamilos da sua mãe para tirar mais leite e como forma de estimulação para que ela não pare de amamentá-lo.

Este contato além de gerar um vínculo muito especial, também proporciona uma sensação de conforto e relaxamento ao gatinho. Por isso, a grande maioria continua praticando o hábito de massagear mesmo em sua etapa jovem e adulta.

Quando o gatinho escolhe massagear seu dono ao invés de um travesseiro, uma manta, ou qualquer outra superfície, nada mais é do que uma demonstração de afeto e contentamento. Significa que ele está feliz, se sente bem em sua presença e espera que você sinta o mesmo.

Em caso deste comportamento começar a trazer pequenos problemas como alguns arranhões e panos desfiados, devido às unhas do gato, ainda assim não reaja de forma negativa. É possível prevenir acidentes como estes sem precisar confundir os sentimentos do animal, basta levá-lo para cortar as unhas com um profissional. Dessa forma, todo mundo sai feliz e você pode curtir à vontade essa troca de carinhos com o seu melhor amigo.

 

Texto por Patrícia Mota