Com a chegada das férias e festas de fim de ano, tudo o que mais queremos é planejar uma viagem para descansar e curtir ares diferentes. Mas se você tem um pet, nem sempre essa tarefa é tão fácil. Às vezes os lugares para onde vamos não aceitam animais ou é simplesmente inviável levá-los conosco. E aí pinta a pergunta: onde deixar meu pet?

Existem algumas alternativas para essa questão, mas é necessário avaliar cuidadosamente cada uma delas antes de decidir qual a melhor para o seu animal de estimação, assim garantindo que ele fique feliz e seguro enquanto você estiver fora.

Casa de parentes e amigos

Uma das primeiras opções que pode passar na sua cabeça é deixar o seu pet com algum amigo ou familiar, mas antes de escolher essa alternativa é preciso levar alguns fatores em consideração.

É essencial que a pessoa em questão goste de animais e, melhor ainda, que já esteja acostumada a cuidar de um e tenha certa afinidade com o seu pet. O “lar temporário” deverá ter espaço para o bichinho, de forma que ele fique bem, protegido e seguro. Para facilitar a adaptação, você pode deixar a ração favorita dele junto com os potinhos de água e comida, além também de levar a caminha e os brinquedos.

Não se esqueça de deixar um telefone para contato, seu e do veterinário de sua confiança, para o caso de alguma emergência, além de todos os cuidados especiais caso o seu pet tenha algum problema de saúde ou tome algum medicamento.

Pessoa para cuidar em casa

Para quem não gosta da opção de deixar o pet na casa de algum amigo ou familiar, é possível pedir para que alguém cuide do bichinho em seu próprio lar. O cuidador vai, alimenta, troca água, limpa o lugar e leva para passear.

Antes de escolher por este tipo de cuidado, é necessário considerar a personalidade do animal. Os que não estão acostumados a ficar longos períodos sozinhos podem ter dificuldades, afinal, o cuidador só ficará com ele por um determinado período do dia.

Certifique-se ainda de que a pessoa escolhida seja da sua confiança, pois é importante que seu amigo fique na mão de alguém responsável e que cuidará dele bem. Você pode pedir para a pessoa ir antes na sua casa, assim o pet já vai se familiarizando com ela.

Assim como no caso anterior, deixe uma nota com telefones para contato e cuidados especiais.

Hotéis para animais

Se você preferir optar por um hotel, é muito importante visitar as instalações antes de se decidir, não dá para escolher apenas pelo preço.

Veja o espaço das baias onde ficam os cachorros, conheça todas as atividades programadas e observe as condições de higiene do ambiente. Certifique-se ainda de que haja um médico veterinário à disposição para socorrê-lo em caso de emergência.

Antes de levar o pet para um hotel, não se esqueça também que algumas regras são importantes: o animal deve ser dócil, estar saudável, ser castrado, estar vermifugado e com as vacinas em ordem.

Para que o animal não se assuste e se sinta abandonado, você pode levá-lo antes da data marcada por algumas vezes, assim ele irá conhecendo aos poucos a equipe e o local.

 

Texto por Patrícia Mota