Embora muitos veterinários acreditem que os procedimentos cirúrgicos sejam mais indicados nestes casos, existem novas possibilidades no tratamento para câncer em pets. A oncologia veterinária vem apresentando avanços ao longo das últimas décadas e, atualmente, é possível encontrar formas alternativas para o tratamento.

Diagnóstico

Para diagnosticar o câncer em pets são necessárias algumas etapas. A primeira é a citologia aspirativa, que consiste em um exame pouco invasivo e indica ou não a necessidade de biópsia – segunda etapa. Após a descoberta da existência de um tumor, são realizadas tomografias e/ou ressonâncias magnéticas, para identificar o tipo, o tamanho e a localização.

Tratamento

A quimioterapia é uma forma utilizada com frequência para a cura da doença em pets, com poucas chances de causar efeitos colaterais e possibilitando a retirada completa do tumor.
Outras formas também estão sendo apontadas como esperança para o tratamento do câncer em pets: a imonuterapia, a radioterapia e a eletroquimioterapia, que consiste no envio de curtos impulsos elétricos.

Não se esqueça!

A escolha dos procedimentos deve ser orientada por um profissional especializado, que saberá o meio mais adequado tratar o seu bichinho, levando em consideração a as características do tumor.

O Centro de Saúde Animal Jardins oferece estrutura completa em oncologia veterinária e conta o especialista e referência na área Dr. Lucas Rodrigues, diretor social da Associação Brasileira de Oncologia Veterinária e parte da investigação da pesquisa de resistência tumoral realizada na Universidade de Wisconsin, na cidade de Madison, nos Estados Unidos. Para saber mais ou marcar uma consulta, ligue para o número (11) 2501-7001.