A comunicação canina pode ser algo complexo e exige tempo, observação e convívio para que se torne clara, entretanto o modo como seu cão abana o rabo pode ser peça chave na hora de decifrar sentimentos como alegria, medo ou atenção.

Um estudo sobre o comportamento canino realizado pela Universidade de Trento (Itália) e publicado na revista “Current Biology” diz que, assim como o cérebro humano, o cérebro dos cães controlam suas diferentes emoções nos lados esquerdo ou direito, e a direção do abano do rabo pode corresponder a essa ativação hemisférica.

Os pesquisadores descobriram que a parte esquerda do cérebro desperta emoções positivas, ligadas a sentimentos de apego, aproximação e relaxamento, enquanto que o lado direito do cérebro atua como um sensor de perigo, estimulando comportamentos mais agressivos. Como o cérebro age de maneira invertida, foi possível concluir que:

Abanar o rabo para direita: alegria, afetividade, vontade de aproximação.

Abanar o rabo para esquerda: tensão e apreensão, na dúvida, melhor não provocá-lo!

Existem ainda outros movimentos que também podem ajudar na interpretação dos sentimentos caninos, como por exemplo:

Rabo totalmente levantado e movimentos curtos e rápidos: indica que o cão está em alerta, podendo significar tanto curiosidade e atenção, como que o cão está prestes a atacar.

Rabo movimentando na vertical para ambos os lados em grande amplitude: indica alegria, afeto, contentação com o momento.

Rabo semi-ereto com movimentos lentos: indica que o cão está confuso, desinteressado ou pouco curioso.

Rabo totalmente abaixado e sem movimento: indica tristeza, medo e submissão.

 

corte-do-rabo-do-cachorro

Por ser uma das principais formas de expressão, dentre outras funções importantes para o cão, a prática da caudectomia, que consiste em amputar a cauda, é considerada mutilação e crime ambiental.

Denuncie!

 

 

 

Texto por Patrícia Mota