Com toda certeza você já viu por aí textos e imagens sobre o Setembro Amarelo. Nesse artigo, vamos falar um pouco sobre o assunto e mostrar como os pets ajudam na prevenção do suicídio, além de auxiliarem em outros casos.

O cão-guia ajuda deficientes visuais a terem maior mobilidade e independência. O cão-ouvinte é treinado para alertar surdos e outros deficientes auditivos, por exemplo, quando toca a campainha ou quando o alarme do relógio dispara. Há também aqueles animais de serviço psiquiátrico, militar, entre outros. Agora, com a campanha Setembro Amarelo, vamos destacar o terapeuta de quatro patas.

O pet terapeuta é conhecido por trazer benefícios tanto para a saúde física, quanto para a saúde mental e emocional. Esses bichinhos ajudam pessoas com deficiências mentais, problemas de aprendizagem, dificuldades em socializar ou idosos nos asilos, bem como pessoas com depressão, que é um dos principais motivos para o suicídio.

A depressão e o suicídio estão relacionados, mas vale destacar que nem toda pessoa com transtorno depressivo vai cometer suicídio e que nem todo suicídio é causado por uma depressão. Problemas como uso excessivo de drogas, álcool, acontecimentos pessoais e traumas psicológicos também são um agravante.

Ter a sensação de vazio, insegurança, insônia, falta de motivação, ansiedade e irritabilidade são sintomas comuns de quem tem depressão, e a companhia de um pet pode ajudar. Afinal, ter um animalzinho em casa ajuda a aliviar o estresse, melhora a interação com outras pessoas, a atenção e autoestima.

A campanha Setembro Amarelo busca alertar a população sobre o número de suicídios no país, incentivando a prevenção. O período mostra também que a melhor forma de evitar a ação é conversar sobre o problema. Por incrível que pareça, os cachorros são ótimos ouvintes e ainda promovem uma série de benefícios na rotina, como:

  • Conhecer mais pessoas
  • Ser mais positivo
  • Reduzir o sentimento de solidão
  • Incentivar a prática de exercícios
  • Ajuda a superar perdas
  • Aumentar o sentimento de ser responsável por algo 

Não se sente preparado para ter um cachorrinho em casa? Uma solução é procurar a pet-terapia (terapia assistida por animais – TAA). Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 800 mil pessoas cometem suicídio todos os anos. Diante disso, o nosso pedido é para que sejamos mais como nossos pets: prontos para escutar, sem julgamentos. Isso vale para todo o ano, não somente para o mês de setembro.

Fonte: Blog Petiko