Setembro é o Mês Internacional do Coração e aqui no Centro de Saúde Animal Jardins marca o início de um período de cuidado e conscientização sobre problemas cardíacos em pets. 

Por que falar sobre doenças cardíacas em pets?

De acordo com estudo realizado pela rede de laboratórios Idexx, parceira de nossa campanha, 15% dos cães sofrem com doenças cardíacas. Desses, 60% permanecem com a doença ao longo da vida.

Em relação aos gatos, a porcentagem de animais que sofrem com a doença é ainda maior, chega a 30%.

Problemas cardíacos comuns em cães 

Doença da Válvula Mitral: ocorre quando esta válvula engrossa, fica destorcida e começa a vazar, o que faz com que o sangue flua para a direção errada.

Cardiomiopatia Dilatada: ocorre quando o músculo cardíaco enfraquece, reduzindo sua capacidade de bombear sangue efetivamente.

Ambas doenças podem levar à insuficiência cardíaca.

Problemas cardíacos comuns em gatos

Cardiomiopatia Hipertrófica: quando as paredes do coração engrossam e não bombeiam o sangue efetivamente, podendo levar à insuficiência cardíaca. A doença pode ser encontrada em gatos de qualquer idade e, por ser mais comum entre algumas raças – saiba mais no próximo tópico – pode haver uma predisposição genética.

Raças de pets mais afetadas por doenças cardíacas

Cães: Cavalier King, Charles spaniel, Poodle, Schnauzer, Chihuahua, Fox terrier, Doberman, Boxer, Dogue Alemão, Dálmata, Irish wolfhound e São Bernardo.

Gatos: Maine Coon, Persa, Siamês, Ragdoll e Sphynx.

Vamos ao ‘coração’ do problema…

Enquanto nós, humanos, podemos desenvolver doenças cardíacas devido à má alimentação e à falta de exercício físico, essa não é a causa mais frequente entre cães e gatos.

Confira algumas dicas para ajudar a verificar o quanto antes a possibilidade de doença cardíaca no pet:

  • Fique atento às mudanças gerais de seu cão ou gato conforme ele envelhece.
  • Observe as mudanças no nível de apetite e energia.
  • Mantenha o seu pet com peso corporal normal e saudável.
  • Conheça a raça ou mistura de raças do seu bichinho e compreenda seu risco de incidência de doenças cardíacas.

É fácil confundir os sinais de doença cardíaca com os de envelhecimento, por isso fique atento e comunique seu veterinário de confiança em caso de cansaço com facilidade, dificuldade em respirar, tosses frequentes e síncopes ou desmaios. 

Check-up é importante

Muitos cães e gatos não apresentam sintomas de problemas cardíacos durante anos. Por isso, é difícil perceber que tem algo de errado com a saúde do coração deles. Só o médico veterinário é capaz de detectar, através de check-ups regulares, sinais como sopros, sons audíveis entre os batimentos ou ritmos irregulares. 

Diagnóstico: teste o coração do seu bichinho 

Durante esse mês, traga o seu pet para visitar o Centro de Saúde Animal Jardins e fazer o check-up cardíaco, que inclui os seguintes exames:

  • Raios-X
  • SDMA – para identificar doença renal secundária à doença cardíaca
  • Teste de Pressão Arterial
  • Eletrocardiograma
  • Ecocardiograma
  • Cardiopet proBNP – com apenas uma amostra de sangue é capaz de diagnosticar doenças cardíacas em cães e gatos, mesmo quando outros exames não identificam.

Saúde em primeiro lugar para aproveitar nossas vantagens

Além de chamar a atenção para problemas cardíacos em pets, o mês de setembro também traz vantagens na Estética e no Pet Shop do Centro de Saúde Animal Jardins. Para saber mais, ligue 2501-7001.