Muito temida entre os donos de cachorros, a raiva é uma doença infecciosa aguda, causada por um vírus, que compromete o Sistema Nervoso Central. Mas ela não é exclusiva dos cães, e pode atingir gatos e humanos também.

Embora esteja praticamente erradicada no Brasil, a raiva é extremamente perigosa e fatal para os felinos, então todo o cuidado é pouco! Ela é transmitida por meio da saliva de um animal contaminado, seja por meio de lambidas, mordidas ou qualquer outro contato com a mucosa.  gato-nervoso

Por atingir diretamente o cérebro, a mudança de comportamento fica evidente. O animal passa a ficar bastante agressivo, além de apresentar mudanças nos sentidos, falta de apetite, hidrofobia, fotofobia, dilatação das pupilas e salivação espessa e excessiva. A raiva também faz com que os gatos passem a “morder” o ar.

Infelizmente, ainda não há uma cura para a doença. A prevenção é a única opção para deixar seu gatinho livre deste perigo eminente. A partir dos dois meses de vida, o animal deve receber a vacinação contra a raiva, uma vez por ano, por toda a vida. Além disso, é importante que o animal não tenha o hábito das famosas “saidinhas”, já que o contato com gatos de rua pode ajudar na contaminação pela doença.

Você já vacinou seu gato contra a raiva? Procure um veterinário do Centro de Saúde Animal Jardins.

Por Tatiane Mota