Como cuidar do seu pet no verão

  • Cão, Gato, Novidades, Saúde
  • Nenhum comentário
  • CSA Jardins

A chegada do verão exige cuidados especiais com os animais de estimação, isso porque eles também podem sofrer com as altas temperaturas.

Os cães, por exemplo, não transpiram pela pele como nós. Nestes animais, a respiração e as almofadinhas das patas são a única forma de controlar o processo de refrigeração, por isso é nossa responsabilidade garantir o bem-estar desses animais em épocas mais quentes.

Confira alguns cuidados e mudanças de rotina que devem ser colocadas em prática na época do verão para que o seu pet possa se divertir sem se sentir desconfortável na estação mais quente do ano:

Hidratação

1

Os cuidados sobre a hidratação dos pets devem dobrar no verão. É importante que os bichos tenham sempre água fresca e limpa disponível. Uma boa ideia é espalhar potes com água pela casa, em lugares que não bata sol, e lembrar-se de repor e trocar sempre que acabar ou começar a esquentar.

Evitar locais quentes e fechados

fechado

Exposição ao calor excessivo pode ser fatal para esses animais, como já falamos aqui. Portanto, é importante observar se o local em que seu pet irá ficar é arejado, confortável e se ele tem água fresca e limpa à sua disposição.

Não passear enquanto o sol estiver muito quente

passeio

No caso dos cães, o melhor horário para levá-los para passear são aqueles em que o sol está mais fraco, como antes das 10 horas da manhã e depois das 16h. Além do mal estar causado pela alta temperatura, levar o cão passear quando o sol está muito quente pode até mesmo causar lesões nas patas. Durante os passeios, lembre-se de sempre oferecer água ao animal pelo menos a cada 20 ou 30 minutos.

Tosar o pelo do animal

tosa

Principalmente para cães e gatos de raças mais peludas, a tosa pode ajudar muito a aliviar o calor, além de facilitar o banho. O pet fica mais feliz e disposto para as brincadeiras e passeios. Com o animal tosado, também fica possível observar com maior facilidade a presença de pulgas e carrapatos, que tendem a aparecer com mais frequência nessa época do ano.

Aplicar protetor solar

sol

Não somos os únicos que devemos nos proteger dos raios solares, evitando problemas como o câncer de pele. Os animais também precisam dessa proteção, ainda mais os que possuem pele mais clara e sensível. O filtro solar deve ser aplicado nas regiões sem pelo, como barriga, focinho e orelhas em média a cada duas horas, dependendo da exposição ao sol que o animal terá. Não se deve usar o protetor solar de humanos, pois este pode causar intoxicação caso o animal lamba o local. O filtro solar apropriado é feito especialmente para animais e você pode encontrar em petshops.

 

Texto por Patrícia Mota

Deixe uma resposta