Dia Mundial do diabetes. Saiba mais sobre a doença em cães e gatos

  • Cão, Gato, Saúde
  • Nenhum comentário
  • CSA Jardins

O Dia Mundial do Diabetes é celebrado em 14 de novembro com objetivo de conscientizar a população sobre a doença. O mundo pet também aproveita para ressaltar a importância da prevenção do diabetes em cães e gatos. A condição é muito comum e deve ser tratada com atenção, pois pode ser fatal.

O que é o diabetes?

Diabetes Mellitus é uma desordem endócrina que leva aos altos níveis de glicose na corrente sanguínea. Isso ocorre devido a baixa ação do hormônio insulina, responsável por levar a glicose para o interior da célula, ou pela baixa produção desse hormônio pelo pâncreas.

No diabetes, esse processo não acontece como deveria e a glicose se acumula no sangue, levando à hiperglicemia. Existem dois tipos de Diabetes: o tipo I e o tipo II.

O diabetes do tipo I ocorre quando o pâncreas passa a produzir pouca quantidade de insulina. Isso acontece por vários fatores, sendo o principal em decorrência de alterações autoimunes. Esse caso acomete majoritariamente os cães.

Já o diabetes do tipo II ocorre quando a insulina não consegue realizar o seu papel adequadamente devido a substâncias chamadas de fatores de resistência insulínica, liberadas principalmente pelas células de gordura.

Por esse motivo, a obesidade é um enorme fator de risco para o desenvolvimento desse tipo de diabetes. O tipo II é mais comumente diagnosticado nos gatos.

A variação média de idade para o aparecimento de diabetes em animais é de quatro a 14 anos, com maior parte dos casos ocorrendo entre sete e nove anos de idade. A ocorrência em fêmeas é duas vezes maior, embora os machos também sejam afetados pela doença.

Sintomas de diabetes em cães e gatos

Os principais sintomas são:

  • Excesso de sede (polidipsia)
  • Excesso de urina (poliúria), podendo esta ter coloração mais transparente
  • Excesso de apetite (polifagia)
  • Perda de peso

Se notar esses sintomas, leve o seu pet para uma avaliação veterinária.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do diabetes mellitus é realizado através de exames laboratoriais, principalmente pela dosagem da glicemia e da frutosamina. É importante uma avaliação detalhada e completa, pois o diabetes pode acarretar alterações em diversos órgãos e estar associados a outras doenças endócrinas.

O tratamento envolve, na maioria dos casos, aplicações de insulina e manejo dietético.

O diagnóstico precoce ajuda no controle da condição. Aqui no Centro de Saúde Animal Jardins, temos veterinários preparados para esclarecer todas as dúvidas dos tutores. Agende a sua consulta conosco!

Deixe uma resposta